sábado, 20 de fevereiro de 2010

"A imparcialidade que se foda"


Era este o lead da entrevista que o Ricardo Araújo Pereira deu à revista NS (Notícias Sábado), que sai aos sábados com o JN.

Não pude deixar de ficar de boca aberta quando li isto. Tudo bem que se tratava de uma afirmação feita pelo RAP, e não pelo jornalista. Até compreenderia que estivesse lá para o meio da entrevista. Mas seria mesmo necessário colocá-la como lead, em letras garrafais? Se calhar é alguma tentativa de afirmação da NS. Do género "Somos mesmo badboys, até temos palavrões em letras garrafais, YO!" 

Lá porque o Manzarra disse "foda-se" em horário nobre agora vai andar tudo ao palavrão?

7 comentários:

E. disse...

Está perdido este mundo! É o fim!

Um beijinho*
E.

Drama Queen disse...

Tadito do Manzarra, aquilo escapou-lhe! :)

piccolina disse...

Ainda não vi a revista, nem a entrevista.
Mas era escusado, desnecessário um titulo destes.

Beijo

Mi disse...

Achei a entrevista muito interessante, não fosse o entrevistado quem é... Mas a escolha daquele lead deixa muito a desejar.
kiss

Mariana disse...

O Mundo está perdido porque se diz "foda-se"?

Tomara a este "Mundo" que se digam muitos "foda-ses" enquanto se é um pouco mais inteligente e educado. Deixemos o (falso) puritanismo de lado, FODA-SE!

Mi disse...

Mariana, não tenho nada contra o "foda-se", nem contra o RAP o ter dito numa entrevista. Achei sim excessivo que tenham escolhido essa frase para colocar em lead.

au revoir Camille. disse...

também li a entrevista, e fiquei um tanto ou quanto impressionada pela afirmação na capa da revista. ou se basearam no manzarra ou no livro 'o amor é fodido'.