sábado, 3 de abril de 2010

Considerações pascais


Não gosto da Páscoa.
E não é coisa de agora, acho que desde que me lembro, nunca gostei da Páscoa. Não gosto dos ovos de chocolate. Não gosto do pão-de-ló (vá, se for daquele com creme de ovos, já gosto). Não sou grande apreciadora de amêndoas, as únicas de que gosto, realmente, são as amêndoas torradas. E não gosto da seca que vou apanhar, durante o dia de amanhã, em casa do meu avô.

Começa pela comida, não aprecio cabrito. Até é assado em forno de lenha, nhónhónhó, e toda a gente diz que é maravilhoso, mas eu não gosto, pronto. Depois, vem aquele montão de doces, dos quais não aprecio metade. Como não pode faltar, ainda temos que ir a casa de não sei quem, e mais não sei quem, porque, pelo que dizem, faz tudo parte da família. E lá vou eu apanhar mais seca, a ouvir conversas de homens, sobre futebol, invariavelmente, porque me recuso a enfiar-me na cozinha com as mulheres (o que vale é que o Porto ganhou 4-1, sempre torna a conversa mais agradável). E não pensem que esta história de ir a casa de outras pessoas se fica pela conversa, não. Confesso que nunca percebi qual é a ideia, mas ainda temos que ficar para receber o compasso em 3 casas, pelo menos. 
Sobre o compasso, desde há alguns anos que já deixei sequer de fazer de conta que beijo a cruz, e que me importo minimamente com aquilo, ponho-me logo de parte. Se nada daquilo me diz rigorosamente nada, porque havia eu de fazer de conta que partilhava aquela fé? Chega de hipocrisia.
Não sei se isto é tradição em todo o lado, mas na terra do meu avô há a tradição de esconder sempre uma notinha na mesa, para os senhores do compasso. E é a palhaçada do costume, eles a remexerem as amêndoas todas a ver se encontram a dita nota (muito higiénico, diga-se, mas também depois de 45632 pessoas beijarem a mesma cruz, nada supera). Esta história da nota, soa-me ainda mais ridícula, quando são pessoas com reformas de 200 euros, que nem sequer têm dinheiro para ir buscar os medicamentos à farmácia, mas que, aos senhores do compasso, têm que dar sempre uma notinha. E de preferência, com a mesa cheia de comida, nem que durante o resto do mês tenham que comer os restos desse dia porque não têm dinheiro para mais. Imagino que o que vai na cabeça dessas pessoas é que estão a comprar o seu lugarzinho  no céu.

Eu cá, prefiro apreciar o meu lugarzinho na terra, que esse é garantido que existe. De preferência, com o meu pacotinho de amêndoas torradas, que já vai a meio!

13 comentários:

Jo disse...

As únicas coisas a que ligo na Páscoa: amêndoas e ovos de chocolate :P

J disse...

Mesmo que seja nisso que preferes acreditar, garanto-te que é o mais certo que aconteceu. Neste tipo de cena, mais vale recusar fazer isso. Porque mesmo que o gajo garanta ou prometa que não vai por na net, o mais provável é o oposto acontecer. E depois tramam-se e ficam mal vistas. Em certas coisas, não se pode confiar muito num gajo. Esta é uma delas.

E. disse...

És o oposto de mim :) Mas acho bem que mantenhas essa personalidade. Se não acreditas não vale a pena fingir que das importância aos gestos :) Qt à nota tb n acho correcto mas pronto... Cada tola com a sua mania :P

Um Beijinho*

E vai passar rápido! Pode ser que haja pão de ló de ovos :) eu hoje fui buscar um assim e com cobertura de chocolate LOL! Naaaaaaaada calórico!

Mi disse...

Com cobertura de chocolate?! Nunca vi, mas parece-me lindamente!
kiss

Cath disse...

também não conhecia pão de ló com cobertura de chocolate, mas gostava de exprimentar.
na páscoa o melhor são os ovos de chocolate!!lol

Jaime Piedade Valente disse...

não sou religioso e não ligo patavina á páscoa, mas surpreendeu-me que ao dizer os motivos porque não gosta da páscoa tenha apenas referido a comida e os compromissos familiares

eu diria também: e não acredito que cristo tenha ressuscitado. aliás, tenho algumas dúvidas que tenha existido alguém chamado cristo (e caso tenha não era certamente filho de deus, pois este nem sequer existe)

Mi disse...

Jaime, eu não quis entrar por aí. Como penso que ficou óbvio, eu também não acredito nisso.
Mas o Natal é, também, uma festa religiosa, e eu gosto imenso do Natal, acho que o tipo de convívio com a família, nessa altura, é diferente. Mas nem sequer temos presépio cá em casa. Encaramos unicamente como festa da família, mesmo sabendo que apenas existe por causa da religião.
Daí não ter referido o significado religioso como motivo para não gostar da Páscoa, porque há outras festividades religiosas de que gosto, mesmo não as encarando no sentido religioso.

Bubu disse...

OBRIGADINHA!!!!!!!! I LOVE YOUR PRINCIPAL PHOTO, MUITO GIRA

BEIJOSSSS

Mlady disse...

Partilho o mesmo espírito que tu, o mesmo sinto em relação ao Natal.
Algumas pessoas o fazem por fé mas acredito que grande maioria o faça por aparências.

Di disse...

Eu também não gosto da Páscoa... Não percebo porque é que me obrigam a celebrar algo no qual eu não acredito. A única coisa que safa é o chocolate. E mesmo assim chocolate em forma de ovo é estranho xD

Vá, respira!
Já passou x)

Beijinhos*

Cookie disse...

Pois olha, eu ligo tanto à Pascoa que este ano a passei a bordo de um avião. Infelizmente a voltar... devia ter sido era a ir :-)
Agora quanto aos doces, tudo o que envolva chocolates, sejam os ovos ou as amendoas com recheio, isso já é outra história. Nham, nham!
Bj

A minha essência disse...

Subescrevo na íntegra!
Este teu post vai de encontro ao que fiz... combinadas não ficaria melhor :)

Beijokas :D

P.S.- Ah! Eu prefiro amêndoas com recheio de chocolate... Humm...

SillyTalk disse...

Páscoa ...quando é que foi?
; P